Gravidez & Filhos

Pés inchados na gravidez: saiba como amenizar esse desconforto

Os pés inchados na gravidez é um dos problemas mais comuns nessa fase da vida das mulheres. Muitas sentem-se desconfortáveis ao caminhar e ao calçar determinados tipos de sapatos.

Pés inchados na gravidez: é normal?

ISTOCK

A ginecologista e obstetra Ana Carolina Lucio Pereira explica que é normal os pés incharem na gestação, especialmente no final da gravidez, próximo ao parto. “A retenção hídrica é mais comum em gestantes devido a hormônios retentores de líquido e dificuldade de retorno venoso, que pode favorecer a parada da circulação e extravasamento de líquido para meio extravascular, provocando edema”, ensina.

Isso ocorre porque, conforme o bebê cresce, ele pressiona a veia cava, que recebe o sangue que vem das pernas. Com a pressão, o sangue se acumula e a água desce para os pés e tornozelos.

O inchaço dos pés na gestação é normal. Porém, se você inchar de uma hora para outra, nos pés, mãos ou rosto, procure imediatamente o médico, pois pode ser um sinal de pré-eclâmpsia.

ISTOCK

Se você está sofrendo deste mal, fique tranquila. Algumas estratégias simples podem amenizar o inchaços dos pés. Ana Carolina cita que é importante, ao deitar, posicionar-se lateralmente para o lado esquerdo, elevar os membros inferiores, realizar drenagem mecânica ou mesmo usar meias de compressão nesta fase.

Não ficar muito tempo em pé também é aconselhável, mas é importante se movimentar, inclusive praticar alguma atividade física, como caminhadas ou hidroginástica, “para exercer força muscular da panturrilha contra o extravasamento”, segundo Ana Carolina.

A alimentação saudável e equilibrada também é uma excelente aliada nessa fase: “abuse de frutas, verduras e uma alimentação natural e rica em fibras, beba muita água e evite industrializados”, frisa Ana. Confira algumas dicas e receitas para amenizar o inchaço dos pés:

  1. Beber água: beber de 2 a 3 litros de água por dia para que o corpo mantenha-se hidratado e diminua a retenção de líquidos.
  2. Deitar sobre o lado esquerdo: essa posição facilita o retorno para veia cava em direção ao coração, melhorando a circulação sanguínea.
  3. Elevar membros inferiores: quando deitar ou sentar, elevar pernas e pés, para melhorar a circulação.
  4. Usar meias de compressão: conforme orientação do obstetra, as meias de compressão podem auxiliar bastante na melhora da circulação e diminuição do inchaço.
  5. Não ficar em pé: evite ficar em pé por muito tempo, pois isso piora a retenção de líquidos e o inchaço.
  6. Pratique exercícios físicos: faça caminhadas, hidroginástica ou outro exercício indicado pelo seu obstetra para auxiliar na saúde e bem-estar.
  7. Coma alimentos diuréticos: alguns alimentos ajudam a combater a retenção de líquidos no corpo, como melancia, pepino e salsão, por exemplo.
  8. Evite o sal: evite o consumo de sal, frituras e alimentos processados, que aumentam o inchaço corporal.
  9. Choque térmico: fazer um banho de contrastes ajuda a desinchar os pés e tornozelos. Coloque uma bacia com água quente e outra com água fria e vá alternando os pés alguns minutos em cada uma delas.
  10. Salto alto: não use sapatos com saltos altos, nem apertados, que contribuem para o inchaço.

Infelizmente, o inchaço nem sempre vai embora com o nascimento do bebê. Ele pode durar até dez dias após o parto, mas logo o seu organismo vai voltando ao normal.

Praticar uma atividade física e alimentar-se de forma saudável durante a gravidez é fundamental para que o corpo retome o seu funcionamento com saúde.

Comentários

comentários