Lava Jato

Confirmado propina no sítio de Lula, em Atibaia

Rio de Janeiro - Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa do lançamento da campanha Se é público é para todos, organizada pelo Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Mais uma dor de cabeça para a defesa do ex-presidente Lula, preso em Curitiba. O ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, confirmou, em depoimento à juíza federal substituta Gabriela Hardt nesta quarta-feira que as obras de reforma do sítio de Atibaia (SP), de propriedade de Lula, foram em retribuição aos favores prestados ao grupo pelo então presidente.

O empresário Emílio Odebrecht também confirmou que autorizou a reforma no sítio. Emílio disse: “não, lógico. Eu acho que nós temos uma retribuição a isso, a tudo que o presidente fez pela organização’”. O processo trata de pagamento de propina ao ex-presidente Lula paga por empresas fornecedoras do governo, como a OAS e a Odebrecht, por meio de reformas e decoração em um sítio em Atibaia (SP), em troca de favorecimento em contratos com a Petrobras.

Pedro Ribeiro

Pedro Ribeiro é jornalista com passagens pela Gazeta do Povo, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Foi pioneiro com a criação do jornal eletrônico Documento Reservado e editor da revista Documento Reservado. Escreveu três livros e atuou em várias assessorias, no governo e na iniciativa privada, e hoje é editor de política do Paraná Portal.

Comentários

comentários