Geral

Paraná recebe R$ 170 mil para investimento em projetos ambientais

Iniciativas voltadas a espécies ameaçadas de extinção no Paraná vão receber um apoio de R$ 170 mil. O valor será investido pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza para a preservação de ecossistemas litorâneos do estado.

Um dos projetos financiados é voltado à conservação do mico-leão-de-cara-preta, encontrado no Parque Nacional do Superagui – uma das maiores áreas da remanescentes de Mata Atlântica do país. Atualmente a espécie é considerada ameaçada de extinção, com um tamanho populacional de cerca de 400 indivíduos. Com a iniciativa, o Instituto de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) pretende realizar uma estimativa da população atual do mico na área de distribuição, monitorar esses grupos e elaborar planos de ação integrados, que assegurem o desenvolvimento da espécie.

Outra proposta que receberá apoio financeiro é o desenvolvimento e implementação de estratégias sustentáveis de manejo dos estoques pesqueiros brasileiros. A iniciativa, do Instituto Comar, vai atuar no Paraná e em mais três estados, para monitorar informações sobre espécies marinhas que sirvam de base de consulta a órgãos públicos para avaliar medidas propostas futuramente em planos de recuperação.

Os projetos foram selecionados em um edital, aberto todos os anos, que seleciona iniciativas brasileiras voltadas à conservação da natureza. Este ano serão investidos R$ 1,8 milhão em 15 iniciativas, distribuídas em 11 estados, sendo a maior parte delas focada em ambientes costeiros e marinhos.

“Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU são muito baseados na qualidade de vida que vem dos mares e a população brasileira tem uma relação muito estreita com o oceano. Considerando o tamanho da costa que temos no País e a dependência que temos dela, torna-se cada vez mais importante investir em estratégias para a conservação marinha”, destacou o coordenador de Ciência e Conservação da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Robson Capretz.

Inscrições abertas para novos projetos

Interessados de todo o Brasil podem inscrever trabalhos voltados à conservação da biodiversidade no 57º Edital da Fundação Grupo Boticário, até o dia 31 de março, pelo site da instituição. Ao todo, serão cerca de R$ 2 milhões destinados aos projetos selecionados.

Nesta edição, serão selecionados projetos dentro das temáticas: ambientes marinhos; unidades de conservação de proteção integral e Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs); inovações e novas tecnologias para a conservação da natureza; e espécies ameaçadas.

Paraná Portal

Comentários

comentários