Paraná

Paraná criou 27 mil postos de trabalho no primeiro trimestre

O Paraná fechou o primeiro trimestre do ano com a criação de 27 mil novos postos de trabalho. Foram 326 mil vagas abertas e 299 mil postos fechados. O Estado foi o quinto do país que mais contratou. O Paraná ficou atrás de São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Os números desse ano são um pouco melhores que o do primeiro trimestre de 2018 quando foram abertos 26 mil postos de trabalho. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, vinculado ao Ministério do Trabalho.

O recorte dos últimos 12 meses também mostra um resultado positivo. Foram 39 mil vagas criadas no período. Considerando apenas o mês de março, o resultado do Paraná foi negativo. Foram pouco mais de 99 mil contratações contra 100 mil desligamentos. No total 19 estados fecharam no negativo em março. Segundo a economista do departamento do trabalho da secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Suelen Glinski, o fim dos contratos temporários de começo de ano foi um dos principais motivos da queda de vagas em março.

Em relação aos municípios, a capital paranaense lidera o ranking da geração de empregos no acumulado do ano. Curitiba abriu 6.851 postos, seguido por Maringá com 2.640, Cascavel com 1.385, Londrina com 1.156, Pato Branco com 1.152 e Rio Negro com 1.073.

Entre os setores que mais geraram empregos no Paraná em 2019, destaque para a área de serviços com 15 mil vagas, indústria de transformação, com pouco mais de 7 mil vagas e construção civil com pouco mais de 2700 vagas.

Felipe Harmata – BandNews FM Curitiba

Comentários

comentários