Maringá

Justiça dá 48 horas para Estado responder sobre a redução de remessa de vacinas para Maringá

O juiz Frederico Mendes Junior, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Maringá, deu 48 horas para o Estado do Paraná se manifestar a respeito da ação ordinária de obrigação de fazer com tutela de urgência ajuizada ontem pelo município de Maringá.

O município busca receber um número de vacinas contra a covid-19 proporcional à população, como ocorria até 24 de junho. O juiz deu o prazo de 48 horas para que a Secretaria de Estado da Saúde (15ª Regional de Saúde) apresente os motivos pelos quais a remessa de vacinas para Maringá foi reduzida, se houve troca de critérios na distribuição e, existindo, quais são eles.

Angelo Rigon

Comentários

comentários