Maringá

Lideranças políticas participam de reunião com dirigentes da UEM

Dirigentes da Universidade Estadual de Maringá (UEM) reuniram-se com lideranças políticas para expor as demandas e projetos da UEM. A reunião aconteceu na manhã desta segunda-feira (07) no Gabinete da Reitoria.

O reitor, Julio Damasceno, e o vice-reitor, Ricardo Dias Silva, falaram do grande desafio de administrar a universidade após o corte no custeio de 75% imposto pela Lei Orçamentária Anual (LOA); da aplicação da Desvinculação de Receitas de Estados e Municípios (Drem), normativa que transfere 30% dos recursos captados pela instituição para o caixa geral do Estado; da não reposição dos recursos humanos e ressaltaram a importância do término do Teatro e Centro de Eventos da UEM que encontram-se com as obras paralisadas por falta de recursos.

Damasceno também expôs os projetos desenvolvidos pela universidade como, o de institucionalização do Laboratório de Inovação em Saúde (LIS), cujo objetivo é fortalecer o sistema regional de saúde por meio de ações entre UEM, 15ª Regional de Saúde do Paraná, Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), Central Estadual de Transplantes, Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Paraná (Cosems-PR), Conselho Regional de Secretários Municipais de Saúde (Cresems), Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Setentrião Paranaense (Cisamusep) e Secretaria Municipal de Saúde, dentre outros parceiros.

Além do LIS, a universidade também propôs e faz parte da Unidade Mista de Desenvolvimento Territorial (UMDT), que visa impulsionar a atividade agroindustrial e o desenvolvimento socioeconômico de 30 cidades da região. A UMDT é formada pela Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e Núcleo Regional da Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab).

Participaram da reunião o deputado federal, Ênio Verri, o deputado estadual, Evandro Araújo, o vereador de Maringá, Sidnei Telles Filho, ambos membros do Conselho de Integração Universidade Comunidade, e o chefe de Gabinete, Alessandro Santos da Rocha.

Verri, Araújo e Telles Filho, que também são egressos da UEM, reconheceram a importância da inserção da universidade em projetos que promovem o desenvolvimento da região e manifestaram apoio à universidade para que esta supere as atuais dificuldades financeiras e para o término do Teatro e Centro de Eventos.

Na ocasião, Telles fez a entrega de uma Moção de Apoio, emitida pela Câmara Municipal de Maringá, para que o governo do estado libere os recursos para conclusão da obra.

Teatro e Centro de Eventos da UEM

Composto por um conjunto arquitetônico moderno, o Teatro e Centro de Eventos da UEM, que estão sendo construídos próximos à Vila Olímpica e Terminal Urbano, irão comportar eventos culturais, acadêmicos, científicos e artísticos suprindo as demandas da comunidade e fomentando a economia da região metropolitana de Maringá.

A plateia do teatro foi projetada para comportar 1.003 lugares e o Centro de Eventos outros 600 lugares em salas de múltiplo uso, totalizando uma área de 5.030m² de construção com estacionamento para 400 vagas.

Comentários

comentários