Sarandi

ALERTA SARAMPO – Risco de reintrodução do vírus no Paraná

A Secretaria Estadual de Saúde juntamente, com a Secretaria Municipal de Saúde de Sarandi informam que o Estado do Paraná está em alerta para a reintrodução do vírus do sarampo.

Doença
O Sarampo é uma doença infecciosa viral aguda, potencialmente grave, de transmissão aérea extremamente contagiosa e com risco de complicações graves como panencefalite, meningite, miocardite, nefrite, pneumonites, entre outras.

Contágio
Secreções das vias aéreas como tossir, espirrar, falar e respirar.

Sintomas
Febre acima de 38,5ºC
Tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite
Exantema (manchas vermelhas, que começam atrás da orelha e se espalham pelo corpo)
Manchas de Koplik (pequenos pontos brancos em mucosa oral 24h antes do exantema).

Diagnóstico
O exame laboratorial é necessário em 100% dos casos suspeitos, que se enquadram na tríade de sintomas.

Tratamento
Não há tratamento específico para a infecção por Sarampo.

Medidas de Prevenção
A Vacina é a principal forma de prevenção, mas os cuidados com a higiene também podem ajudar a controlar o contágio como: cobrir nariz e boca quando espirrar e tossir, lavar com frequência o rosto e as mãos com água e sabão, não compartilhar copos, talheres, maquiagens e alimentos, evitar locais aglomerados e pouco ventilados.

Vacinação de Rotina

Pessoas de 1 a 29 anos: ter o registro de 2 doses da vacina de sarampo, caxumba e rubéola.

Pessoas de 30 a 49 anos: ter o registro de 1 dose da vacina de sarampo.

Crianças entre 6 e 11 meses de idade: Todas as crianças nesta faixa etária precisam tomar uma dose da vacina (considerada uma dose adicional), tendo que ser realizada outra dose aos 12 meses.

Profissionais da saúde: devem ter 2 doses da vacina de sarampo, caxumba e rubéola.

Contraindicações da vacina
Gestantes, imunodeprimidos e crianças menores de 6 meses de idade.

Mais informações: Serviço de Vigilância Epidemiológica de Sarandi (44) 3274-2266.
AScom

Comentários

comentários