Economia

Paraná mantém crescimento do ICMS em setembro com alta de 3,7%

Comercio de Eletroeletronico. Foto: Ari Dias/AEN

Segundo boletim das secretarias da Fazenda e do Planejamento e Projetos Estruturantes, divulgado nesta sexta-feira (25/09), o Paraná conseguiu alta de 3,7% em setembro na comparação ao mesmo período de 2019 na arrecadação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Nesse período foram recebidos em ICMS pelo Paraná R$ 1,95 bilhão, R$ 70 milhões a mais do que em setembro de 2019.
As secretariais apontam que a alta se deve à reação nos setores de Comércio Atacadista (crescimento de 16,5%), Indústria (10%) e Combustíveis (1,6%). Esses três setores juntos equivalem a 56% de toda a arrecadação com ICMS no estado.

Entre os 11 setores do comércio atacadista analisados, oito apresentaram alta em comparação ao mês de setembro de 2019: Áudio, Vídeo e Eletrodomésticos (41%), Materiais de Construção e Ferragens (24%), Hipermercados e Supermercados (12%), Farmácias (6%), Informática e Telefonia (5%), Cosméticos e Higiene Pessoal (3%), Cama, Mesa e Banho (2%) e Veículos Novos (1%).

Apenas os setores de Vestuário e Acessórios (-13%), Calçados (-22%) e Restaurantes e Lanchonetes (-30%) apresentaram queda, sendo esses três os mais impactados pela pandemia da Covid-19.

Outro número que demonstra maior estabilidade é atividade empresarial no Paraná. O índice que chegou a 54% no mês de março, chegou em setembro com 99% de empresas que emitiram ao menos uma nota fiscal.

A pandemia da Covid-19 também mantém o acumulado da arrecadação estadual em queda no ano; R$ 1,49 bilhão de déficit, número 6,4% inferior ao registrado nos primeiros nove meses de 2019.

Para o próximo ano as expectativas não são otimistas. De acordo com análise técnica da Receita Estadual e do Ipardes (Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social), o fim do auxílio emergencial do Governo Federal e o PIB nacional sem grande crescimento devem impactar em uma retirada de R$ 2,3 bilhões dos cofres estaduais em ICMS.

Paraná Portal – Ari Dias/AEN

Comentários

comentários