Futebol

Athletico vence, amplia série invicta e fica na zona dos R$ 24 milhões

O Athletico Paranaense venceu por 1 a 0 o São Paulo, nesse domingo (dia 10) à tarde, no Estádio do Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 6º lugar, com 50 pontos. A equipe paulista está na 5ª colocação, com 52 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

Dessa forma, os dois time seguem dentro da zona dos R$ 24 milhões. No final da competição, os seis primeiros colocados vão receber uma premiação superior a esse valor e ganhar vaga na Copa Libertadores de 2020. O Furacão já está classificado para a competição da Conmebol por ser campeão da Copa do Brasil 2019. Mesmo assim, o clube estabeleceu como meta terminar dentro do G6 do Brasileirão.

PREMIAÇÃO DO BRASILEIRÃO 2019
Campeão – R$ 33 milhões
Vice-campeão – R$ 31,3 milhões
3º colocado – R$ 29,7 milhões
4º colocado – R$ 28 milhões
5º colocado – R$ 26,4 milhões
6º colocado – R$ 24,7 milhões
7º colocado – R$ 23,1 milhões
8º colocado – R$ 21,4 milhões
9º colocado – R$ 19,8 milhões
10º colocado – R$ 18,5 milhões
11º colocado – R$ 15,5 milhões
12º colocado – R$ 14,6 milhões
13º colocado – R$ 13,7 milhões
14º colocado – R$ 12,8 milhões
15º colocado – R$ 11,9 milhões
16º colocado – R$ 11 milhões

Pela segunda vez, o Athletico foi comandado pelo interino Eduardo Barros, ex-auxiliar de Fernando Diniz (agora técnico do São Paulo) e ex-chefe das categorias de base. Ele assumiu após a demissão de Tiago Nunes, contratado pelo Corinthians.

A partida marcou o reencontro do Athletico com o técnico Fernando Diniz, que trabalhou no clube em 2018.

SÉRIE INVICTA
O Athletico vive bom momento no ano, com sete vitórias, seis empates e apenas uma derrota nos últimos 14 jogos. Já o São Paulo passa por momento irregular, com duas vitórias, um empate e duas derrotas nos últimos cinco jogos.

O time paranaense ampliou sua série invicta como visitante, com oito partidas seguidas sem perder fora de casa (quatro empates e quatro vitórias).

ESCALAÇÃO
Os desfalques no Athletico eram Bruno Guimarães, Adriano, Jonathan, Lucas Halter e Cittadini, lesionados, além de Léo Pereira e Marco Ruben, suspensos. Com isso, Marcelo Cirino entrou como centroavante e Camacho, como volante. O esquema tático 4-2-3-1 foi mantido, com Bruno Nazário centralizado na linha de três, com Rony e Nikão pelos lados do campo. O São Paulo não contava com Rojas e Everton. O time de Diniz usava o 3-4-3 para atacar e o 4-1-4-1 para se defender.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo teve os dois times marcando em bloco avançado, tentando pressionar forte a saída de bola. E ambos tentaram sair jogando com passes curtos desde o goleiro até o ataque. No início, as principais chances surgiram exatamente em roubadas de bola no ataque. O São Paulo foi melhor nesse quesito, aproveitando uma saída errada do goleiro Santos aos 21 e outra do volante Wellington aos 26. Ambos acabaram em chutes defendidos por Santos. Além desses dois lances, o time paulista criou mais três boas jogadas ofensivas e o Athletico só levou perigo em dois lances na primeira etapa.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, saiu Bruno Nazário e entrou o volante/meia Lucho González. O esquema seguiu o mesmo. Os dois times tentaram marcar avançado e manter a postura da primeira etapa, mas não conseguiram. O ritmo foi menos intenso no segundo tempo e o jogo ficou truncado. Aos 26, saiu Camacho e entrou o volante Erick. Aos 41, saiu Rony e entrou o ponta Vitinho. O segundo tempo teve quatro boas jogadas do São Paulo e apenas duas do Athletico. E o gol veio aos 45, em chute de fora da área de Marcelo Cirino e falha do goleiro Tiago Volpi.

ESTATÍSTICAS
Nos 90 minutos, o Athletico somou 5 finalizações (1 certa), 38% de posse de bola, 88% de acerto nos passes e 1 escanteio. O São Paulo obteve 15 finalizações (8 certas), 62% de posse de bola, 89% de acerto nos passes e 4 escanteios. Os números são do site Footstats.

SÃO PAULO 0x1 ATHLETICO
São Paulo: Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei (Gabriel Sara), Antony, Tchê Tchê, Igor Gomes (Hernanes) e Vitor Bueno; Pablo (Raniel). Técnico: Fernando Diniz
Athletico: Santos; Madson, Thiago Heleno, Robson Bambu e Márcio Azevedo; Wellington e Camacho (Erick); Nikão, Bruno Nazário (Lucho González) e Rony (Vitinho); Marcelo Cirino. Técnico: Eduardo Barros
Gol: Marcelo Cirino (45-2º)
Cartões amarelos: Camacho, Wellington (A). Reinaldo, Antony (SP).
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Local: Morumbi

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
7 – Reinaldo pega rebote fora da área e chuta. A bola desvia em Bambu e quase mata Santos, que se recupera e faz grande defesa.
19 – Falta de longa distância. Nikão cobra com um chute forte. A bola passa perto, ao lado do gol.
21 – Santos erra a saída de bola. Tchê Tchê intercepta e aciona Vitor Bueno, que coloca Pablo na cara do gol. Ele chuta e Santos defende.
26 – Wellington perde a bola na defesa. Vitor Bueno domina na área e rola para Tchê Tchê, que chuta cruzado. Santos segura.
34 – Boa troca de passes do São Paulo. Daniel Alves cruza rasteiro. Igor Gomes toca para Antony, que chuta forte. Santos defende.
42 – Nikão lança. Marcelo Cirino dispara, invade a área e cruza rasteiro. Tiago Volpi espalma, no susto.
43 – Boa troca de passes do São Paulo. Tchê Tchê recebe na entrada da área e chuta mal, para fora.

Segundo tempo
5 – Antony passa por Márcio Azevedo, invade a área e chuta cruzado. Santos segura.
15 – Vitor Bueno chuta de fora da área. Santos defende.
20 – Daniel Alves cruza da direita. Vitor Bueno cabeceia sobre o gol.
21 – Rony cruza rasteiro. Nikão rola para Lucho, na entrada da área. Ele chuta perto.
26 – Reinaldo cruza. Santos rebate mal. A bola sobra na cara do gol para Gabriel Sara, que chuta para fora.
39 – Raniel recebe na área e chuta. Bambu bloqueia.
45 – Gol do Athletico. Santos lança para o ataque. Vitinho domina na área e rola para trás. Marcelo Cirino chuta de fora da área. O goleiro falha e aceita. Bem Paraná

Comentários

comentários