Futebol

Com gol de pênalti aos 44, Coritiba vence o Vasco e deixa a zona de rebaixamento

O Coritiba venceu por 1 a 0 o Vasco, nesse domingo (dia 20) à tarde, no Couto Pereira, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol foi de Robson, em cobrança de pênalti. Com o resultado, o time paranaense ficou em 16º lugar, com 11 pontos — um ponta acima da zona de rebaixamento. A equipe carioca está na 5ª colocação, com 17 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

SÓ NAS PENALIDADES
Nos cinco jogos como mandante no Brasileirão, o Coritiba só marcou dois gols – ambos em cobranças de pênalti. Nos outros três jogos, três derrotas por 1 a 0 (para Inter, Flamengo e Atlético-MG).

ARTILHEIRO
Robson é o artilheiro do Coritiba em 2020, com sete gols em 25 jogos.

DESEMPENHO
Em relação ao desempenho, o Coritiba teve bom desempenho no primeiro tempo, dominando o adversário e criando quatro boas jogadas ofensivas. No segundo tempo, porém, a situação se inverteu. O Vasco dominou a partida e levou perigo em cinco momentos, além de uma bola na trave. Aos 39 minutos do 2º tempo, o Coxa conseguiu um pênalti, converteu com Robson e venceu por 1 a 0.

ESCALAÇÃO DO CORITIBA
Os desfalques no Coritiba eram Giovanni, Neilton, Nathan Silva, Wanderley, Patrick Vieira, Nathan Ribeiro e Rafinha, todos em recuperação. Igor Jesus estava suspenso. Afastado pela diretoria, Sassá segue fora dos planos. Os ex-titulares Rhodolfo, Jonathan, Galdezani e Thiago Lopes começaram no banco. A principal novidade foi a estreia do argentino Sarrafiore, emprestado pelo Internacional. Outro reforço, o argentino Cerutti, só pode ser registrado em outubro. Aos 45, o volante paraguaio Ramon Martínez entrou na partida para fazer sua estreia pelo clube paranaense.

ESQUEMA TÁTICO
O esquema tático do Coxa era o 4-3-3, com Hugo Moura como único volante. Matheus Bueno e Matheus Sales eram os médios. Na frente, Giovanni Augusto (esquerda) e Sarrafiore jogaram nas pontas. O ponta Robson ficou improvisado como centroavante.

ESCALAÇÃO DO VASCO
O técnico Ramon testou positivo para Covid-19 e não pode comandar o Vasco na beira do gramado. Os desfalques eram Ricardo Graça, Andrey, Carlinhos, Juninho e Vinícius, em recuperação. Leandro Castan e Benítez foram poupados.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo teve domínio do Coritiba, que adotou postura ofensiva, marcou forte a saída de bola e conseguiu empurrar o Vasco para trás. O destaque foi Matheus Bueno, com bons passes e visão de jogo. Os dois laterais apoiaram com frequência e incomodaram o adversário. Foram três boas jogadas ofensivas do Coxa nesse período e uma chance clara, desperdiçada por Robson, livre na área. O Vasco quase não atacou e só levou perigo em um chute de fora da área.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, saiu Sarrafiore e entrou Yan Sasse na ponta-direita. O Vasco voltou melhor do intervalo, avançou e começou a atacar com certa frequência. Mandou uma bola na trave com Talles Magno aos 16 minutos e levou perigo em outros dois lances. Nesse período, o Coxa só construiu uma boa jogada – passe de Giovanni Augusto mal finalizado por Robson.

Aos 17, Thiago Lopes entrou no jogo. As substituições de Jorginho não surtiram efeito positivo e o Vasco ampliou seu domínio. Aos 29, foi a vez de Gabriel entrar em campo.

O Vasco teve grande chance aos 34, com Guilherme Parede, livre na área. Ele chutou e Wilson fez boa defesa. A vitória do Coritiba veio no fim. Aos 39, o árbitro marcou pênalti de Pikachu em Robson. Sabino desperdiçou a primeira cobrança, mas a arbitragem mandou repetir a cobrança porque o goleiro se adiantou. Robson cobrou e converteu.

ESTATÍSTICAS
Ao fim de 90 minutos, o Coritiba teve 11 finalizações (2 certas), 53% de posse de bola e 86% de eficiência nos passes. Já o Vasco somou 11 finalizações (3 certas e 1 na trave), 47% de posse de bola e 85% de eficiência nos passes. Os dados são do site Sofascore.

CORITIBA 1×0 VASCO
Coritiba: Wilson; Natanael, Rodolfo Filemon, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Hugo Moura (Ramon Martínez) e Matheus Bueno (Thiago Lopes); Sarrafiore (Yan Sasse), Robson e Giovani Augusto (Gabriel). Técnico: Jorginho
Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Marcelo Alves, Miranda e Neto Borges; Bruno Gomes (Fellipe Bastos), Marcos Júnior e Bruno César (Ribamar); Ygor (Guilherme Parede), Talles Magno (Lucas Santos) e Germán Cano. Técnico: Thiago Kosloski
Gol: Robson (44-2º)
Expulsão: Thiago Kosloski (43-2º)
Cartões amarelos: Ygor, Pikachu (V). Sarrafiore (C).
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Local: Estádio Couto Pereira

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
15 – Matheus Bueno dá belo passe em profundidade. Robson sai nas costas da defesa, invade a área e chuta para longe.
24 – William Matheus cruza. Matheus Sales recebe na área e chuta. O goleiro manda para escanteio.
25 – Giovanni Augusto cobra escanteio. Filemon cabeceia fraco. O goleiro segura.
29 – Hugo Moura erra passe na defesa. Cano aproveita e solta a bomba de fora da área. Wilson espalma para escanteio.

Segundo tempo
11 – Bruno Cesar cruza rasteiro, da esquerda. Cano chuta no canto. Wilson espalma.
15 – Giovanni Augusto puxa contra-ataque e aciona Robson, que invade a área e chuta para longe.
16 – Cano avança na ponta e rola para a meia-lua. Talles Magno chuta na trave.
24 – Ygor chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.
31 – Robson dispara na ponta e rola para a meia-lua. Thiago Lopes chuta para longe.
32 – Thiago Lopes chuta de longe. A bola vai sobre o gol.
34 – Talles Magno cruza rasteiro da esquerda. A defesa do Coxa falha. Guilherme Parede fica livre na área e chuta no canto. Wilson faz grande defesa.
39 – Gabriel cruza da direita. Robson é derrubado por Pikachu na área. Pênalti. Sabino cobra no centro. O goleiro espalma. A bola toca no travessão. O goleiro segura. O árbitro manda voltar.
44- Gol do Coritiba. Na 2ª cobrança de pênalti, Robson manda quase no centro. O goleiro cai para a direita.

 

Bem Paraná – – Foto: Valquir Aureliano

Comentários

comentários