Futebol

Palmeiras esquece Brasileirão e tenta assegurar melhor campanha da Libertadores

O time alviverde quer usar o duelo contra o Tigre nesta quarta-feira para se reabilitar na temporada.

Em crise depois de igualar a pior sequência desde 2016 com a derrota sofrida para o Fortaleza por 2 a 0, no último domingo, o Palmeiras esquece o Campeonato Brasileiro e se concentra na Libertadores. O time alviverde quer usar o duelo contra o Tigre nesta quarta-feira, às 21h30, para se reabilitar na temporada, reduzir um pouco a enorme pressão no clube e garantir a melhor campanha da fase de grupos do torneio sul-americano. Disputada no Allianz Parque, a partida é válida pela última rodada da fase de grupos.

 Os resultados negativos diante de Botafogo, São Paulo, Coritiba e Fortaleza deixaram o Palmeiras em crise e sob intensas cobranças. A diretoria ainda busca um técnico para substituir Vanderlei Luxemburgo, demitido há uma semana. O favorito para assumir o cargo é o espanhol Miguel Angel Ramirez, treinador do Independiente del Valle. O presidente Maurício Galiotte e o diretor Anderson Barros estão, inclusive, no Equador para negociar a contratação.

Embora o momento seja ruim, um dos piores dos últimos anos, na Libertadores, a situação é muito tranquila. A equipe alviverde lidera o Grupo B, com 13 pontos, e já está classificada para as oitavas. Além disso, se vencer, garante a melhor campanha da fase de grupos e, com isso, conquista o direito de decidir os duelos em casa até as semifinais, caso chegue até lá. Lanterna da chave, o Tigre soma apenas um ponto e já está eliminado.

Já muito longe dos líderes do Brasileirão, o Palmeiras joga suas fichas na Libertadores e na Copa do Brasil. Mas o fato é que para brigar pelo título em quaisquer torneios precisa melhor o desempenho em campo. No domingo, diante do Fortaleza, o time foi dominado e não deu nenhum sinal de evolução depois da saída de Luxemburgo.

Com os resultado negativos em sequência, os problemas táticos e o jogo pobre tecnicamente, é muito provável que o treinador interino Andrey Lopes, que comandou apenas um treinamento antes do confronto desta quarta, mude a escalação para o confronto com os argentinos.

No Ceará, com vários desfalques, Emerson Santos e Mayke foram titulares. A tendência é de que não tenham uma nova oportunidade já que o zagueiro e o lateral foram dois dos piores em campo. Entretanto, Marcos Rocha, se recupera de uma lesão muscular na coxa direita e deve seguir fora.

Se Andrey preferir não utilizar Mayke, a opção é improvisar Gabriel Menino na posição. Na zaga, Felipe Melo retorna após cumprir suspensão e jogará ao lado de Gustavo Gómez. Luan continua fora para tratar um estiramento na coxa. Ele já começou o processo de transição física, mas só deve retornar aos gramados em novembro.

Como a escalação com três meio-campistas – Zé Rafael, Lucas Lima e Raphael Veiga – não funcionou no último domingo, a tendência é que o treinador mude o esquema e lance ao menos mais um atacante para jogar perto de Luiz Adriano. Wesley, Veron, Rony e Willian são as opções. Gustavo Scarpa também pode aparece entre os titulares.

 

Comentários

comentários