Futebol

Paraná perde ‘caminhão de gols’, é derrotado pelo lanterna e acaba rebaixado à Série C

Paraná perde ‘caminhão de gols’, é derrotado pelo lanterna e acaba rebaixado à Série C

Com o resultado, o time paranaense ficou em 18º lugar, com 36 pontos. O Oeste, que já estava rebaixado, segue na lanterna, com 29 pontos.

CAMINHÃO DE GOLS
Em relação ao desempenho, o Oeste teve uma das piores atuações de um clube de futebol na história da Série B. O time de Barueri praticamente não correu, não marcou e não atacou. Ou seja, quase não jogou. O Paraná teve todo espaço do mundo para atacar e criar, e não enfrentou dificuldades na marcação. Mesmo assim, a equipe paranaense perdeu, pelo menos, 14 chances claras para marcar. E desperdiçou todas. E ainda levou um gol de falta nos últimos minutos da partida.

O técnico Márcio Coelho fez seu quinto jogo no comando do Paraná, com uma vitória e quatro derrotas.

FASES
Apesar de já estar matematicamente rebaixado, o Oeste vive melhor fase que o Paraná. O time de Barueri soma 22 pontos no returno (6 vitórias, 4 empates e 8 derrotas), enquanto a equipe paranaense acumulou 8 pontos nesse período (2 vitórias, 2 empates e 14 derrotas).

ESCALAÇÃO
As baixas no Paraná eram Renan Bressan, Fabrício e Bruno Gomes, lesionados. As novidades eram o volante Kaio improvisado na lateral-direita e o lateral-direito Paulo Henrique atuando no meio-campo, como extremo. O esquema tático foi o 4-1-4-1 das últimas rodadas, com Kazu como único volante. A linha de quatro do meio-campo tinha Karl e Meritão centralizados, com dois extremos: Thiago Alves (esquerda) e Paulo Henrique (direita).

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo teve domínio total do Paraná, que chegava com facilidade pela direita, com as jogadas de Paulo Henrique e Karl. Em 47 minutos, o time visitante teve sete chances para marcar e desperdiçou todas, com péssimas finalizações (três de Bruno Lopes, duas de Meritão, uma de Karl e uma de Thiago Alves). O Oeste teve fraca atuação e foi completamente dominado, sem levar perigo ao gol de Renan.

O segundo tempo começou com o mesmo cenário de antes, com o Paraná criando chances claras e finalizando sem qualidade. O Oeste continuou ‘morto’ em campo. Aos 13, saíram Meritão e Thiago Alves. E entraram Biteco e Andrew. Aos 20, saiu o volante Gabriel Kazu e entrou o extremo Gabriel Pires. Em 35 minutos, o time paranaense perdeu sete oportunidades: cinco com Bruno Lopes, uma com Thiago Alves e outra com Meritão, que acertou a trave.

Aos 42, entraram Juninho e o atacante Mikael, revelação da base, que fez sua estreia como profissional. Mesmo ‘morto’ em campo, o Oeste conseguiu um gol aos 44. Raí Ramos cobrou falta de média distância com um chute no meio do gol. E Renan aceitou.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Paraná somou 25 finalizações (8 certas), 68% de posse de bola, 84% de acerto nos passes e 9 escanteios. O Oeste obteve 6 finalizações (4 certas), 32% de posse de bola, 69% de acerto passes e 2 escanteios. Os números são do site Sofascore.

Bem Paraná- Foto:(Foto: Divulgação/Guilherme Drovas/Oeste Barueri)

 

Comentários

comentários