Casamento

Bolos de casamento ficam menores durante a pandemia

Com as normas de isolamento social, as pessoas que mantiveram suas programações de casamento mesmo durante a pandemia economizaram em diversos setores da festa, inclusive nos bolos. A confeiteira Jennifer Bunce-Timmons tem recebido pedidos de bolos de casamento para no máximo 10 pessoas durante este período.

A The Hudson Cakery, loja especializada em bolos personalizados de luxo, está acostumada a fazer bolos extravagantes para casamentos, com várias camadas. Localizada em Nova Jersey, nos Estados Unidos, a marca explica que o maior problema é fazer com que um bolo pequeno ainda seja sofisticado.

+ Pandemia afeta tradicional leilão de atum de Ano Novo no Japão

Em entrevista à CNN, Jennifer explica que essa redução do bolo retira os espaços para adicionar elementos de decoração, como réplicas em 3D. Para o negócio de casamentos, 2020 foi um pesadelo, com muitas festas adiadas ou canceladas. De floristas a fornecedores, a indústria teve que adaptar suas ofertas para não falirem.

Criar os chamados “bolos covid” foi a maneira que Jennifer encontrou para manter seu negócio. Esses modelos de bolos têm, normalmente, de 15 a 23 cm de diâmetro. A The Hudson Cakery, por exemplo, cobra US$ 50 a US$ 150 por seus bolos reduzidos, em comparação com cerca de US$ 1.000 pelos bolos de várias camadas.

A tendência dos minibolos provavelmente veio para ficar, disse Kristen Maxwell Cooper, editora-chefe do The Knot, um site de planejamento de casamento. Em parte, porque não está claro quando grandes reuniões serão seguras novamente e as sobremesas menores já estavam se popularizando nas recepções antes da pandemia. MSN

Comentários

comentários