Casamento

Como escolher a data do meu casamento em 5 passos

Marcar a data do casamento é uma das principais prioridades dos noivos assim que decidem dar o grande passo nas suas vidas. Fácil? Não necessariamente, pois se à primeira vista esta parece ser uma das decisões relativamente mais simples de tomar, porém existem variáveis um pouco complicadas a serem consideradas na escolha da data do casamento. Quer saber quais são os critérios básicos para acertar? Siga esses 5 passos e veja como escolher a data do casamento mais adequada para vocês.

Passo 1. Uma data importante
Passo 2. “Porque hoje é sábado”
Passo 3. A presença de amigos e familiares que moram longe e organização
Passo 4. A lua de mel
Passo 5. Feriados e grandes eventos
Passo 1. Uma data importante
Existem noivos para os quais a data do casamento deve ter um significado que torne o grande dia ainda mais especial. Os mais românticos podem, por exemplo, querer casar no dia em que comemoram o início do namoro, o primeiro beijo ou a primeira troca de olhares. Sabemos que isso nem sempre é possível e se vocês não estão dispostos a esperar, talvez tenham que se conformar mesmo com as datas disponíveis.
Esta categoria também inclui números especiais ou números que trazem sorte, aqueles que representam algo para o casal e que eles consideram simbólico. Em qualquer caso, o importante é pensar nesta questão com antecedência, cerca de um ano, já que a escolha de uma data específica não é fácil e você deve ser precavida.

Saiba quais são os 10 imprevistos que podem ARRUINAR um casamento em apenas 1 minuto!

Passo 2. “Porque hoje é sábado”
Assim como em todas as outras decisões que vão ter de tomar assim que ficam noivos, na escolha da data do casamento há também que considerar o que é irrevogável ou flexível. Assim, por exemplo, o sábado é a única opção, ou vocês estão dispostos a marcar a data do casamento para outro dia da semana?

Sábado é sempre o dia mais requisitado, já que é o dia em que os convidados têm sempre maior disponibilidade e no dia seguinte, a maioria pode descansar. Porém, por ser o dia mais procurado, o sábado é também o dia mais caro e por este motivo cada vez mais noivos optam por casar na sexta-feira ou inclusive, num domingo.
Para quem quer descartar o sábado, fica a dica:
Uma sexta-feira pode ser ideal para casais mais jovens, com uma cerimônia e festa à noite e que entre madrugada a dentro. Já o domingo pode ser o dia ideal para quem aprecia a luz do dia e a natureza, e queira fazer um casamento piquenique ou uma cerimônia diurna ao ar livre com um almoço.

Saiba quais são os10 imprevistos que podem ARRUINAR um casamento em apenas 1 minuto!

Passo 3. A presença de amigos e familiares que moram longe e organização
Também existem noivos que fazem questão de ter presentes amigos ou familiares que vivem longe e fiquem condicionados a um determinado período para viajar. Por isso, poderá também ser este um dos critérios a considerar para a decisão da data do casamento.

Além disso, como já dissemos, um casamento requer uma organização de mais ou menos um ano. E não falamos aqui da questão planejamento (alguns casamentos são organizados em tempo recorde), mas sim dos locais para a celebração e recepção que precisam ser reservados com um tempo considerável de antecedência.
Passo 4. A lua de mel
O destino de lua de mel pode ser decisivo para escolher a data do casamento ou, pelo menos, a época do ano em que vão querer dizer o tão ansiado “Sim, aceito”.

Por exemplo, se vocês estão pensando numa viagem romântica de inverno para passar horas em frente à lareira e esquiar a decisão já está tomada: casamento no inverno – ou se vão viajar para a Europa, um casamento no verão é perfeito para pegar o inverno do lado de lá do oceano.
Passo 5. Feriados e grandes eventos
Na decisão da data do casamento, há que ter atenção com os feriados, pois são épocas em que os convidados poderão estar menos disponíveis. Os grandes eventos, como shows de artistas de renome, campeonatos ou mundiais de futebol, eleições, também devem ser levados em consideração! Fiquem de olho no calendário!
Finalmente, há que salientar ainda um detalhe que é da máxima importância: a disponibilidade da Igreja ou cartório no dia pretendido. Por isso, a decisão da data do casamento deve ser bem pensada e estudada para que seja perfeita!

Comentários

comentários