Gravidez & Filhos

Anticoncepcional para quem amamenta: tudo o que você precisa saber

Se você tem dúvidas sobre o uso de anticoncepcional para que amamenta, esse é seu dia de sorte! A ginecologista e obstetra Karina Tafner (CRM-SP 118066) tirou nossas dúvidas sobre o assunto para você saber exatamente o que fazer. Olha só.

Quem está amamentando pode tomar anticoncepcional?

Karina aponta que o início da contracepção durante o período pós-parto é muito importante para prevenir uma nova gravidez. Portanto, o uso de anticoncepcionais, mesmo entre mulheres que amamentam, pode ser realizado e é fundamental para evitar outra gestação nesse momento. “A anticoncepção deverá ser iniciada a partir de 6 semanas após o parto, sendo aconselhável que não ultrapasse o período de 6 meses sem uso de proteção (tempo de aleitamento materno exclusivo)”, indica a médica.

Em mulheres que estão amamentando exclusivamente, a amenorreia lactacional pode ser um método contraceptivo eficaz, mas, para isso, a amamentação deve ser praticada nas 24 horas do dia, com cerca de 6 ou mais mamadas e duração média de, pelo menos, 15 minutos para que se mantenha o bloqueio da ovulação. A partir do momento que o bebê começar a dormir mais e mamar em menor frequência, a mãe já corre o risco de engravidar.

Em mulheres com aleitamento artificial, a primeira ovulação pós parto ocorre após 6 semanas do nascimento. Nesses casos, o início da contracepção deve ser após a terceira semana do parto.

Efeitos colaterais

Durante o período de lactação, deve-se atentar aos possíveis efeitos que a contracepção escolhida possa ter sobre a lactação e o recém-nascido. Assim, qualquer método que potencialmente interfira na amamentação é preocupante.

O risco aumentado de tromboembolismo venoso (TEV) entre as mulheres no pós-parto, particularmente nas primeiras 6 semanas, contraindica qualquer método contraceptivo que contenha estrogênio, pois o mesmo causaria um risco adicional às chances de TEV. Além disso, podem diminuir a produção do leite. Portanto, as lactantes devem escolher contraceptivos que possuam apenas progesterona.

Quais anticoncepcionais são recomendados para quem amamenta?

ISTOCK

A ginecologista e obstetra indicou os tipos de mini pílulas anticoncepcionais disponíveis no Brasil que seguem a orientação médica para as lactantes. Dá uma olhada em quais são elas:

Hormônio Noretisterona: encontrado nos medicamentos Norestin e Micronor (350 mcg/dia);
    • Hormônio Linestrenol: encontrado na pílula Exluton (500 mcg/dia);
    • Hormônio Desogestrel: encontrado em Cerazette, Nactali e Juliet (75 ug/dia).

Além do anticoncepcional constituído por apenas progesterona, os contraceptivos indicados durante a amamentação são os de barreira, como a camisinha, os dispositivos intra-uterinos (DIUs), implantes hormonais e métodos hormonais injetáveis que contenham unicamente progesterona, como aponta Karina.

Experiência de quem já usou e mais informações

Para entender mais sobre o assunto, solte o play na sequência de vídeos! São informações profissionais e experiências de outras mulheres que podem te ajudar. Acompanhe!

Conseguimos sanar suas dúvidas sobre o anticoncepcional para quem amamenta? Aproveite as informações e cuide de você e do seu pequeno, lembrando de sempre consultar um médico para saber o que é mais indicado para vocês. Para um momento mais especial, confira também dicas sobre poltrona de amamentação!

Dicas de Mulher

Comentários

comentários