Mundo Pet

Quer se conectar com seu gato? Pisque para ele

Como não abanam o rabo ou choram de alegria como os cães, os gatinhos ganharam a fama de serem frios. Não é nada disso. Um estudo publicado na revista Scientific Reports reforça que eles têm um jeito próprio de demonstrar afeto.

Na pesquisa, cientistas da Universidade de Sussex, no Reino Unido, avaliaram 45 felinos e descobriram que piscar é um sinal de interação positiva entre eles e os seres humanos — os pets se aproximaram até de estranhos após o gesto.

“Mas não é qualquer piscada que tem esse efeito”, afirma a veterinária especialista em comportamento animal Daniela Ramos, da clínica Psicovet, em São Paulo. “Olhar fixamente e piscar rápido pode ser interpretado como ameaça”, explica.

As regras da piscadela

Veterinária ensina a dar a piscada positiva

Respeite o espaço: Se o gato estiver longe, não o traga para perto à força. Isso gera estresse. Espere que ele apareça por conta própria.

Fique distante: A piscada não é olho no olho. No estudo, as pessoas ficavam a mais ou menos 1,5 metro do bichano.

Não insista: Se o gatinho não piscar de volta nem se aproximar, nada de forçar a barra. Tente em outro momento.

Ative o modo lento: Vá apertando os olhos bem devagar, como quando a gente sorri. Em seguida, feche-os por alguns segundos.

Por fim, lembre-se: o gato é bem sutil na socialização. Evite se aproximar bruscamente, falar alto, grudar nele, e por aí vai.

Comentários

comentários