Paraná

Governo investe R$ 409,8 milhões em novas obras rodoviárias

Em 2020, o Governo do Estado garantiu 12 novas obras para rodovias estaduais, por meio de parceria do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Elas integram o Programa Estratégico de Infraestrutura e Logística de Transportes do Paraná e são financiadas pelo banco.

Seis já estão com contrato assinado. Outras seis tiveram a licitação publicada e os contratos deverão ser assinados no primeiro trimestre de 2021. As 12 obras, somadas, representam um investimento de R$ 409,8 milhões.

Os seis novos contratos assinados são para a construção do Contorno Norte de Castro; do Contorno Sul de Wenceslau Braz e da ponte sobre o Rio Chopin, na PR-912, e para correção de pontos críticos nas rodovias PR-650; PR-484 e PR-562. Destas, a construção da ponte sobre o Rio Chopin já está em andamento e as outras obras devem começar no início de 2021.

As obras licitadas durante o ano e cujos contratos deverão ser assinados no início de 2021 são: pavimentação da PR-160 entre Imbaú e Reserva; duplicação da PR-323 entre Doutor Camargo e a variante do Rio Ivaí; duplicação da PR-323 no perímetro urbano de Umuarama; duplicação da PR-092, em Siqueira Campos; implementação de terceiras faixas na PR-280, na região Oeste; e correção de pontos críticos da PR-151 entre Ribeirão Claro e Carlópolis.

Além das 12 novas obras, o programa avançou no andamento das cinco que já haviam iniciado entre 2018 e 2019: pavimentação da PR-912 entre Coronel Domingos Soares e Palmas; pavimentação da PR-364, entre São Mateus do Sul e Irati; implementação do acesso ao Contorno Norte de Castro, na PR-090; duplicação da PR-323, entre Paiçandu e Doutor Camargo; e duplicação da PR-445 entre Londrina e Irerê.

INVESTIMENTOS – Secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, pontuou que o investimento de mais de R$ 400 milhões assegurado em 2020 significa um compromisso da administração estadual com a modernização da infraestrutura paranaense. “Empregar recursos em obras rodoviárias no presente é a garantia para atrairmos investimentos que no futuro irão gerar emprego e renda a todo Paraná”, disse.

AEN e foto:  DNIT 

Comentários

comentários