Política

Bolsonaro confirma general na Casa Civil e ida de Onyx para Ministério da Cidadania

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) confirmou hoje, pelo twitter a nomeação do general Walter Souza Braga Netto para a chefia da Casa Civil do governo federal, em substituição a Onyx Lorenzoni, que passará a comandar o Ministério da Cidadania. O atual ministro da Cidadania, Osmar Terra, que é deputado federal licenciado, deixa o governo e reassumirá seu mandato na Câmara.

“Informo que o Ministério da Cidadania será comandado pelo Deputado Federal Onyx Lorenzoni”, escreveu Bolsonaro na rede social. “A Chefia da Casa Civil será exercida pelo General de Exército Walter Souza Braga Netto”, confirmou ele. “Agradeço ao Ministro Osmar Terra pelo trabalho e dedicação ao Brasil e que terá continuidade na Câmara dos Deputados”, disse o presidente.

O Ministério da Cidadania é responsável pela área social do governo. A pasta gere os programas Bolsa Família, Criança Feliz e Progredir, por exemplo. Além disso, é responsável pela Secretaria Especial de Esporte, que substituiu o extinto Ministério do Esporte.

Deputado federal licenciado , Onyx participou da campanha eleitoral de 2018 ao lado de Bolsonaro e, após o resultado, coordenou a equipe de transição. Na Casa Civil, ele vem perdendo poder, deixando de ser o responsável pela articulação política e também o comando do programa de concessões do governo federal. A situação do parlamentar do DEM do Rio Grande do Sul ficou insustentável depois o secretário executivo da Casa Civil, Vicente Santini, foi demitido por ter utilizado avião oficial em viagem para a Índia.

Osmar Terra também vinha sofrendo esvaziando da Pasta que comandava, desde que no final do ano passado, Bolsonaro transferiu a Secretaria Especial da Cultura para o Ministério do Turismo.

O novo chefe da Casa Civil, comandou a intervenção federal no Rio de Janeiro, durante o governo Michel Temer.
Bem Paraná

Comentários

comentários